© 2013 by Litieh. Todos os direitos reservados.

4º Motivo da Rosa

 

Não te aflijas com a pétala que voa:

também é ser, deixar de ser assim.

 

Rosas verás, só de cinza franzida,

mortas intactas pelo teu jardim.

 

Eu  deixo aroma até nos meus espinhos,

ao longe, o vento vai falando em mim.

 

E por perder-me é que me vão lembrando,

por desfolhar-me é que eu não tenho fim.

 

Cecília Meireles

 

Poemas

 

De leão

 

Ontem, eu bebi o amor.

Hoje, sou poesia.

Ante o ontem, eu sequer lhe conhecia.

E ao mirar-te,

Ao mirar-te eu disse:

Que saudade eu tava de você!

 

Litieh

Canção

 

"Não te fies do tempo nem da eternidade

que as nuvens me puxam pelos vestidos,

que os ventos me arrastam contra o meu desejo!

Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,

que amanhã eu morro e não te vejo!

 

Não demores tão longe, em lugar tão secreto,

nácar de silêncio que o mar comprime,

ó lábio, limite do instante absoluto!

Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,

que amanhã eu morro e não te escuto!..."

 

Cecília Meireles

Motivo

 

"Eu canto porque o instante existe

e a minha vida está completa.

Não sou alegre nem sou triste:

sou poeta."

 

Cecília Meireles

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black SoundCloud Icon
  • Black YouTube Icon

         "Por desfolhar-me é que

eu não tenho fim..."

                   (Cecília Meireles)